junho, 2013

Sarau do Memorial com Tonico Mercador e convidados


23 jun


Foto: Merije

Foto: Merije

Foto: Merije

Foto: Merije

Merije_Tonico Mercador_30062013

Prêmio da Música Brasileira – imagens


22 jun

A cerimônia de premiação do 24ª Prêmio da Música Brasileira aconteceu no dia 12/06/2013, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
Raul de Souza, meu amigo e parceiro, levou o prêmio de “Melhor Instrumentista Solo”, pelo DVD “O Universo Musical de Raul de Souza”, com direção artística de Wagner Merije
A cerimônia de premiação foi maravilhosa, com grandes shows, belo cenário, duas grandes mestres de cerimônia e a competência de José Maurício Machline e equipe.

Confira algumas imagens desse momento inesquecível

O Brasil protesta. Eu também II


20 jun

Foi de longe alguns dos dias mais sensacionais da vida de todos os brasileiros que foram para as ruas em todo Brasil e em várias partes do mundo.
As cidades ocupadas, centenas de milhares de pessoas em marcha, várias lutas, várias pautas, tudo ao mesmo tempo agora.

O fato de o movimento ser desorganizado e sem foco só ressalta ainda mais seu caráter genuíno. Não é algo organizado por grupos já estabelecidos ou partidos políticos. É uma zona mesmo, expressão genuína da indiganção de muitos que não se sentem representados por ninguém. É preciso se organizar, claro, mas eles vão perceber isso. Não menosprezem os jovens deste país… Eles são geniais – como nós éramos! #ficadica

Não é por 0,20 centavos, é por direitos. É por indignação social.

Protestos contra o aumento se juntaram a protestos contra os gastos absurdos da Copa, com a insatisfação com as cidade, com a exclusão social, com as armações no Judiciário, como no caso da PEC37, contra a violência policial, contra a educação e saúde precárias…

Enfim, o povo foi às ruas contra o atual modelo de país que temos, excludente, desigual, com bilhões fluindo para a FIFA e para obras faraônicas e virtualmente inúteis, em protestos reprimidos com extrema violência e brutalidade, enquanto somos bombardeados por propagandas estatais de que “está tudo bem”, “está tudo lindo”. Não está.

Indígenas são massacrados e desrespeitados em suas terras; na verdade muitos sequer tem terras. LGBTs são assassinados nas ruas por simplesmente serem quem são; a periferia grita contra o genocídio que sofre; e toda a população se revolta contra a submissão a uma política de iguais, sem opções, em que partidos se revezam em acusações, mas são apenas faces da mesma moeda: corruptos, privatistas, entreguistas, preocupados em enriquecer aos seus e não em transformar o país.

Não há imagem mais emblemática que o povo ocupando o Congresso. Pacífico, apenas demonstrando sua força e que quem deve ter medo é o poder, são os governos, e não o povo. O governo nos serve, deve nos servir e deve nos temer.

As pautas são muitos, as reivindicações são muitas e nenhuma delas é corrente, na verdade são complementares. Queremos um novo modelo de país, humano, justo, para nós, brasileiros (e quem mais more aqui, lógico), e não para a farra de turistas que virão durante a copa e depois irão embora.

E é preciso ter em mente que o Brasil não é uma ilha. Protestos pipocam pelo mundo. Indignados, contra austeridade, contra ditaduras, por liberdade, contra a religiosização dos estados… São pautas que parecem diferentes, mas tem o mesmo cerne: a insatisfação da população, em especial da juventude, com a política institucional e tradicional, a descrença em relação aos partidos e a busca por mudanças sociais efetivas e reais.
A lição foi dada nas ruas!
O povo já está na rua há muito tempo, movimentos sociais estão mobilizados apanhando da polícia faz muito tempo. Movimento pelo transporte, Movimento Feminista, Movimento Gay, Movimento pela Terra, Movimento Estudantil… Ninguém estava dormindo!
“Quem é que fala pelos independentes?
Quem é que representa as minorias?
Quem é que resolve pela gente?
Pra deixar tanta gente de mãos vazias?
Quem é que fala pelos que não têm um puto?
Quem é que festeja o Produto Interno Bruto?
Quem é que acredita e se articula?
Quem é que investe em educação e cultura?
Tem gente que empreende
Tem gente que surpreende
Tem gente que está passos à frente
E não se rende!
Tem gente que faz diferença
Tem gente que usa a intuição
Tem gente que inventa
Tem gente que é evolução
Se você não está dando o melhor de si neste mundo,
Para que mundo está se guardando?” (trecho da música “Peopleware”)

Para onde vai tudo isso? Ninguém sabe. Mas é maravilhoso não saber.

Nosso grande desafio é conseguir manter a população mobilizada e pressionar os governos, todos eles.

PS.:
Pouco importa que o ponto de partida seja a passagem de ônibus?
Não.
É significativo.
É por onde a população se move.
Claro que a barra ainda é mais pesada do que se pensa: segundo o IBGE, 37,3% dos habitantes do Brasil andam a pé, por não terem dinheiro para andar de ônibus, trem ou metrô.
É um índice altíssimo.
Anda mais gente a pé, no Brasil, do que em transporte coletivo (29,1%) ou carro individual (30,4%).
Querem maior atestado de exclusão?
E essa luta é antiga.
Há quase uma tradição, no país, da população protestando contra aumentos no preço das passagens.
É que isso aqui é um país de gente muito pobre, ao contrário do que dizem tantas propagandas públicas e privadas.

O Brasil protesta. Eu também


20 jun

O Brasil protesta, eu também!

Tem tanta coisa engasgada na garganta, tanta humilhação, tanta dificuldade nesse pais, que dá para entender os gritos nas ruas “O povo acordou! O povo acordou!!!”, “Verás que um filho teu não foge à luta”, e o melhor, “Sem violência! Sem violência!”

Sou cidadão, eleitor, profissional autônomo, comunicador, artista, arte-educador, em todas as escolas por onde passei, até a PUC-MG, estive envolvido com o movimento estudantil. Também participei de várias associações, mobilizações e fundação de entidades de classes e de lutas organizadas. Minha trajetória é longa e árdua, desde que me entendo por gente LUTO por um país melhor.

O aumento das passagens foi a gota d’água!

A roubalheira, os desmandos, as injúrias, as decepções e afrontas nesse país – muito mais do que o pais do futebol – já passam da conta há séculos.

Respeito todas as opiniões! E elas são muito diversas, o Brasil é muito grande.

Acontece que nesse momento percebo que os brasileiros, como um todo, estão juntos ao reconhecerem que o Brasil está muito aquém do que pode e vai chegar.

Estou nas ruas com meus recursos humanos e tecnológicos para mostrar a mobilização do povo brasileiro.

Estou ligado e conectado em todas as fontes de informação possíveis em busca de uma compreensão e de uma vivência ampla desse momento de real grandeza na história do Brasil e da humanidade.

Primavera Árabe, Indignados da Praça do Sol, Occupy Wall Street, Outono Brasileiro.

Desde o início das manifestações maiores em São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte e outras cidades, como jornalista pela democratização da comunicação, como midialivrista e curioso pelas várias versões dos fatos, estou ecoando as vozes das ruas.

Optei por fazer de meu espaço no facebook um espaço de compreensão e diálogo, mas sem me alinhar a este ou aquele discurso.

Na verdade, ainda estou elaborando meu discurso, que passa pela democratização da comunicação, pela transparência e pela igualdade de direitos.

Desejo que todos participem, com consciência de nação.

#Vamos para as ruas: TODOS JUNTOS! Sem violência.

Por que o povo na rua é sinal de consciência e poder.

3,20


19 jun
Foto: Merije

Foto: Merije

24ª edição do Prêmio da Musica Brasileira


04 jun

Dia 12 de junho de 2013 estarei junto com o amigo e parceiro Raul de Souza no Theatro Municipal do Rio de Janeiro na expectativa para ganharmos a 24ª edição do Prêmio da Musica Brasileira.

Raul de Souza é finalista na categoria “Instrumental – solista” com seu primeiro DVD “O Universo Musical de Raul de Souza”, que tive a honra de fazer a Direção Artística, para o Selo Sesc.
Confira a lista dos finalistas
As “Mestres de Cerimônia” desta edição do prêmio em homenagem a Tom Jobim serão Zélia Duncan e Adriana Calcanhoto, que juntas comandam a festa.

Dedos cruzados, que o mestre Raul, de 79 anos, merece!!!!!!!