junho, 2015

Cidade em transe na Zona Norte de SP


29 jun

CIDADE EM TRANSE é um romance que toca fundo nas pessoas. É preciso ser forte e flexível para sobreviver na cidade que mais mata jovens e sonhos. Só mesmo a amizade, o amor e arte podem salvar quem luta por dignidade em São Paulo.

Viva os amigos. Viva a amizade. Viva os leitores!

Confira as fotos do lançamento que ocorreu em Santana, bairro da Zona Norte de São Paulo (onde o autor vive atualmente), no Famoso Bar do Justo.

 

 

Cidade em transe o livro


22 jun

capa_cidadeemtranse_merije_final_recortada

Galeria de imagens Cidade em transe

“Nesse Universo de transe, agora pelos olhos do mineiro Merije e não do baiano Glauber,  viajamos por uma ficção que poderia ser realidade (ou uma realidade que poderia ser ficção?) em um labirinto confuso de prédios, carros e batidas – policiais, de automóveis, de botecos e de rap – onde uma geração que teve como oráculo a cultura hip hop precisa acalmar o jogo e tentar re-colocar as peças em seus lugares. Entre pressões e re-pressões, o tempo é o mesmo mas parece outro, mais curto, é uma bomba prestes a estourar e tudo pode acontecer…” – Emicida – músico, compositor, que prefere ser apresentado como sonhador

“A cidade em transe de Wagner  Merije emerge nesse livro inesperadamente como um desorientado Godzilla do Tâmisa ameaçando o equilíbrio, fazendo a trilha para o tumulto e o caos, como o primeiro tiro, a primeira bomba ou o último beijo com seus Mc´s, grafiteiros e incorrigíveis românticos que apesar de todos os revezes e batalhas inglórias, ainda não desistiram da ultrapassada idéia de que é sempre possível esperar pelo “dia depois da guerra”. – Mário Bortolottoescritor, ator, diretor do grupo Cemitério de Automóveis e vocalista e compositor da banda Saco de Ratos

Virada Cultural_fogo na Sé

“Cidade em transe” é um romance intenso, emocionante e surpreendente. A cidade de todos os brasileiros, São Paulo, é cenário de batalhas da polícia com a população, de jogos políticos e também de encontros transformadores. Em outras palavras, a cidade e suas manifestações sociais são tomadas como eixo da narrativa. O que era para ser mais um show de música acaba se transformando em uma guerra. E, em meio à violência e o caos em que a cidade mergulha, uma turma de jovens luta pela liberdade e pelo direito de fazer arte na grande metrópole brasileira.

“Cidade em transe” conta histórias de pessoas buscando e encontrando novos caminhos para suas vidas. Cada um é sujeito de sua própria história. Mistura fatos reais com ficção para retratar a cidade de São Paulo de forma crua, mas lírica, com sua diversidade de gente, suas riquezas e, principalmente, a violência que faz parte do cotidiano de quem nela vive. Respire fundo e mergulhe nessa aventura, no tempo real e no universo virtual.

É preciso ser forte e flexível para sobreviver na cidade que mais mata jovens e sonhos. Só mesmo a amizade, o amor e arte podem salvar quem luta por dignidade. Há um ditado antigo dos indianos que diz: “Quando o equilíbrio é rompido, mexe-se com as bases do civilizado. E o que era civilização pode tornar-se selva.” A cidade está em transe e os efeitos recaem sobre todos. Fique atento!

O livro “Cidade em transe” é recomendado para quem cultiva a adrenalina, o companheirismo, o amor, a poesia, a criatividade e o bom humor. Wagner Merije mostra sua versatilidade e sua verve de bom criador de histórias em um romance de fôlego, de intensos movimentos, ricos personagens e intricada trama.

A arte da capa é de Paulica Santos, a mesma do livro “Mobimento” e também responsável pelo design dos últimos trabalhos de Lenine. O prefácio é do rapper Emicida, a apresentação é do escritor, diretor, ator e músico Mário Bortolotto, e a arte do miolo é de Rômulo Garcias.

Acompanhe essa saga em www.cidadeemtranse.com.br

 

…… SOBRE O AUTOR ……

Merije_homenageado_Psiu Poético 2014

Cada um pode viver vários personagens e Wagner Merije recorre ao jornalista, ao poeta, ao músico e ao fotógrafo que tem dentro dele para contar essa história. Natural de Belo Horizonte/MG, na selva de concreto da paulicéia desvairada o escritor plantou raízes. Inovador, intelectualmente inquieto, Merije tem trabalhos lançados no Brasil e no exterior, parcerias com grandes artistas e alguns prêmios na bagagem. É autor dos livros “Viagem a Minas Gerais” (2013), “Torpedos” (2012), “Mobimento – Educação e Comunicação Mobile” (2012) – finalista do Prêmio Jabuti 2013 – e “Turnê do Encantamento” (2009), entre outras publicações. É compositor e produtor musical e trabalhou como jornalista, apresentador e roteirista para veículos no Brasil e no exterior. Criou o projeto MVMob – Minha Vida Mobile. Pai da Dora, ele adora viajar.

 

Virada Cultural 2007_Sé

virada cultural 2007…….. OPINIÃO DOS LEITORES ……..

“Acho muito interessante o ponto de partida ser na Virada Cultural, Praça da Sé, show de rap, confronto com polícia, manipulação da mídia… É o que vivemos   socialmente e eu gosto de uma literatura que vai nessas questões. É bem São Paulo também, seus lugares, os diferentes grupos sociais… Enfim, acho ótimo e muito oportuno. Vejo o trabalho de um artista antenado com seu tempo e espaço.” – Ricardo Ribeiroator, contador de histórias, escritor

“É uma crônica atualíssima… um raio x sobre estes novos tempos”.
Rômulo Garciasartista visual, escritor, designer

“Cidade em transe destaca-se pelo domínio linguístico do autor, que transita com facilidade do padrão culto ao coloquial, deste aos dialetos e jargões, utilizando também linguagem tecnológica atualizada, um dos índices de modernidade do romance. Ainda no plano da linguagem encontram-se, incorporados ao corpus, verbetes que estabelecem um jogo de polifonia e intertextualidade com o tema da cidade e suas questões, tratado sob o eixo do espaço narrativo – opção complexa e interessante, na organização da obra. As personagens, algumas mais planas, outras de perfil psicológico mais aprofundado são marcantes e tendem mesmo a “roubar” a cena da cidade/espaço em certos momentos. Deve-se ainda destacar a veiculação de valores bastante positivos, principalmente quando se pensa que Cidade em transe tem potencial para atingir um público jovem, tão carente de boas palavras e exemplos.” – Marisa SimonsDoutora em Teoria Literária

“Acabo de terminar a leitura do seu livro, e não podia deixar de lhe enviar um email lhe parabenizando! UOOOOUULL!!! que livro man! Confesso que fiquei um pouco impaciente no começo, ansioso pelo apogeu da trama (pela prévia que você deu no Sarau Suburbano Convicto), estranhei um pouco os nomes dos personagens… mas no decorrer fui me familiarizando. Você descreve as cenas com excelência, tem uma linguagem poética bem peculiar, bem singular.
Cidade em Transe é um livro contemporâneo, dinâmico, emocionante, versátil. Vai do fundão de SP à rua Augusta pincelando fatos ocorridos, levantando questionamentos e criticas que são importantes serem lembradas. “A arte diz o indizível” (pág 63). Cidade em transe é uma obra de arte, e consegue diz muitas coisas, não dó diz, grita, berra, e as vezes sussurra, fala mansinho no pé do ouvido. “Quando o equilíbrio é rompido, mexe-se com as bases do civilizado.” E com certeza após a leitura de Cidade em Transe, minhas bases foram alteradas. Parabéns mais uma vez.” – Cleyton Mendes – poeta da periferia de São Paulo, carteiro, estudante de Comunicação Social, filho de merendeira e pedreiro

 

…… DADOS DO PRODUTO ……

Autor: Wagner Merije
Editora: aquarela brasileira livros
Número de páginas: 252
Gênero: Romance
Prefácio: Emicida/Mário Bortolotto
Gênero: Romance
Formato: 14×21 cm
Material: Capa Dura – papel Pólen
ISBN: 978-85-918440-0-5
Valor: R$ 35,00 (R$ 40,00 entregue em sua casa pelos Correios) / E-book: R$ 5,00

 

…… COMPRE O LIVRO ……

Os livros do escritor Wagner Merije podem ser entregues pelos Correios, em sua casa.
Para encomendar, envie e-mail para faleaquarela@gmail.com , que receberá instruções para o depósito bancário.

 

……… AGENDA DE LANÇAMENTO ………

2016

Fevereiro
São Paulo/SP – Sesc Consolação – Contextos Literários – 15/02

Março
São Paulo/SP – Celebração dos 30 anos do Psiu Poético – Casa das Rosas Espaço Haroldo de Campos – 02/03

São Paulo/SP – Patuscada Bar (Vila Madalena) – 03/03

2015

Junho
São Paulo/SP – Famoso Bar do Justo (Santana)- 28/06

Julho
Paraty/RJ – OFF Flip – 02/07
Bonito/MS – Feira Literária de Bonito – 08 a 11/07
São Paulo/SP – Sarau da Cooperifa

Agosto
São Paulo/SP – Suburbano Convicto – 11/08, 19h30 às 20h

Setembro
São Paulo/SP – Espaço Cultural Alberico Rodrigues – Pça Benedito Calixto, Pinheiros

Outubro
Montes Claros/MG – 29º Salão Nacional de Poesia Psiu Poético – 9 a 11/10

Caxias do Sul/RS – 31ª Feira do Livro de Caxias do Sul – 17/10

Novembro
São Paulo/SP – Casa das Rosas – 04/11, das 19h às 21h30

São Paulo/SP – Biblioteca Mário de Andrade – Feira Miolo(s) – 07/11, das 10h às 18h

……… CONTATOS COM O AUTOR, ENTREVISTAS, ENCOMENDAS ………

E-mail: faleaquarela@gmail.com

Site: www.aquarelabrasileira.com.br

 

…… VEJA IMAGENS DE ALGUNS LANÇAMENTOS ……

Cidade em transe na Feira Miolo(s)

Cidade em transe na Casa das Rosas

Cidade em transe no Psiu Poético

Cidade em transe na FliBonito

Cidade em transe na Feira do Livro de Caxias do Sul

Cidade em transe no Famoso Bar do Justo

Cidade em transe na Flip (Paraty)

Cidade em transe na Suburbano Convicto

Cidade em transe na Benedito Calixto

……

….. FORMANDO NOVOS LEITORES DESDE CEDO …..

Dora lendo Cidade em transe_27062015

 

……… UMA TOUR POR LUGARES-CHAVES DO ENREDO ………..

Centro Histórico, Praça da Sé, Praça da República, Copam, Biblioteca Mário de Andrade, Viaduto do Chá, Rua Augusta, Sumaré, Aclimação, Brasilândia, Cidade Tiradentes

 

É preciso ser forte e flexível para sobreviver na cidade que mais mata jovens e sonhos. Só mesmo a amizade, o amor e arte podem salvar quem luta por dignidade. Há um ditado antigo dos indianos que diz: “Quando o equilíbrio é rompido, mexe-se com as bases do civilizado. E o que era civilização pode tornar-se selva.” A cidade está em transe e os efeitos recaem sobre todos. Fique atento!

 

……… SELVA DE CONCRETO E AÇO ………

“Um presente enorme assalta o passado.
Uma cidade é aquilo que dela se resolveu ver ou lembrar.
Não é que a gente se lembre dela,
é uma parte misteriosa e calada da cidade que se lembra da gente,
mas finge que não, que não é com ela, que não sabe
de nada de nós.” – Páginas 225-226

Foto: Merije

Foto: Merije

….. NO EMARANHADO DA CIDADE QUE NUNCA DORME …..
Quase oito anos depois, o livro tem início na Virada Cultural de 2007, em São Paulo. E o que rola depois é mais violência seguida de reistência!
No mais recente disco, “Cores e Valores” (2014), Edi Rock e os Racionais MC’s falam do episódio que ficou conhecido como “A guerra da Sé”, episódio central no enredo de “Cidade em transe”.

…… CIDADE EM TRANSE, VIRADA CULTURAL e EMICIDA ……
O enredo do meu novo livro tem início na Virada Cultural de 2007 na Praça da Sé, em São Paulo. Durante a Virada Cultural 2015 estive lá no Centro de São Paulo lançando simbolicamente o livro durante o show do grande Emicida, que foi quem fez o prefácio do livro. E o Emicida arrebentou, musicalmente e politicamente falando. Leia a matéria neste link: www.revistaforum.com.br/blog/2015/06/o-discurso-politico-de-emicida-na-virada-cultural
É preciso estar atento com as forças conservadoras do mal.

Virada Cultural SP_Emicida_21062015_Foto: Merije

Virada Cultural SP_Emicida_21062015_Foto: Merije

CIDADE EM TRANSE NO UNIVERSO DE RAUL DE SOUZA

O HOMEM, O MITO Raul de Souza, trombonista reconhecido em todo o mundo, um dos pais da Bossa Nova e do Samba Jazz, lendo Cidade em transe

Foto: Merije

Foto: Merije

Confira outras fotos aqui

… …

NEM CHÃO NEM CÉU

Obra-prima


22 jun

Quando a palavra
encontra rima
Uma estrofe pode virar
obra-prima

(Wagner Merije, do livro “Torpedos”)

Foto: Merije

Foto: Merije

Mago do Subúrbio


17 jun

Mago do Subúrbio foi uma alcunha que usei por uma temporada de DJing na Praça Roosevelt, em São Paulo, na extinta boate Cube.

O som era Dub e ao meu lado estava o DJ Negaton, parceiro de loucuras.

 

Fotos para a memória

Brasil Street Art – Racionais & Kobra


04 jun

Essa dobradinha Racionais MC’s e Kobra é sensacional!

Salve salve todos os artistas de rua! Viva a arte de rua brasileira!

Lançamento do 57º Prêmio Jabuti


02 jun

O lançamento do 57º Prêmio Jabuti, promovido pela Câmara Brasileira do Livro, aconteceu dia 1º de junho, no Auditório Ernesto Igel, do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), no Itaim Bibi, em São Paulo.

No evento que contou com a presença de editores, escritores, jornalistas, profissionais do livro, presidentes e representantes de entidades e autoridades, foi anunciado que as inscrições para o Prêmio Jabuti 2015 estão abertas e seguem até 31 de julho.

Wagner Merije, escritor e editor, esteve presente.

jabuti-2015-68

 

 

 

 

 

Marisa Lajolo, curadora do Prêmio Jabuti, contou as novidades para a edição de 2015. Foram inseridas duas novas categorias: Adaptação e Infantil Digital. A primeira consiste em obras adaptadas, por meio de nova redação ou por transformação de textos em imagens, incluindo as histórias em quadrinhos. Já a segunda abrange conteúdos para o público infantil combinados a elementos multimídia interativos. Além disso, as categorias Arquitetura e Urbanismo e Artes e Fotografia foram unificadas, contemplando obras compostas por pesquisas, ensaios e textos profissionais relacionados a tais temas.

Para o presidente da CBL, Luís Antonio Torelli, as mudanças na edição de 2015 têm como propósito manter a premiação atualizada. Inclusive, essa é a base da nossa gestão: ‘mais livros em todos os sentidos’” afirma. “Para continuar sendo referência e ter reconhecimento, devemos atualizar os nossos critérios de avaliação. Afinal, temos mais de 50 anos de história”.