Dias de chuva em meu jardim

06 jun

chuva

Foram dias de chuva em meu jardim
Por motivo de força maior, tivemos que nos separar
Eu, sob coberta, observava da janela a água cair
Sem dó
Final de março e novembro é um aguaceiro só
Quando rolou uma trégua
Fui falar com minhas companhias
Do reino vegetal
Rosas meninas branquinhas
Rosa rosa que ganhei de Geninha
Rosa branca e salmão com brotinho
Rosa Azul
Jasmim Manga do Mestre Sanfona
Jasmim trepadeira do telhadinho
Manjericão florido
Cebolinha
Quebra-pedra
Capim cidreira (podado)
Incenso
Um trevinho de quatro folhas ainda abrindo as folhas
E florzinhas miúdas da aroeira
Sofreram, a chuva às vezes castiga (às vezes falta)
Mas a vontade de viver é grande
Minhas companhias do reino vegetal sobreviveram
Dizem que em Minas tudo dá
Dizem que em Minas tudo cresce
E floresce
Vem ver!

Do livro “Viagem a Minas Gerais” – Wagner Merije