Panelaço gourmet

16 mar

A panela batida na varanda gourmet

ou no aplicativo de iphone

não é a mesma com angu ou vazia

A panela dos brasileiros

não é a mesma do Clube das Empreiteiras

nem do Grupo dos Sonegadores

O Brasil da “panelinha” e do panelaço gourmet

é mesquinho e egoísta

é uma panela que alimenta poucos

que grita bem alto escondido atrás da impunidade:

Fora Dilma!

e leva a preta empregada para empurrar o carrinho do bebê na Avenida Paulista

O Brasil é um caldeirão cultural, é uma favela

bater panela manipulado por senador ladrão é ser estúpido ao quadrado

bater panela na hora do Jornal Nacional é o mesmo que sentar no rabo sujo de corrupção e apoiar o assassinato em massa dos índios, negros, trabalhadores rurais, judeus, homossexuais e dos pobres

Aí, big brother, big sister, você vai estar encomendando

a guerra civil e uma hora ou outra os farofeiros vão invadir o seu triplex

e a sua varanda gourmet

Nessa hora, o jeito vai ser bater panela juntos

Um poema (em elaboração) de Wagner Merije

Tags: , , , , , ,