Torpedos – Curso no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc

25 abr

Torpedos_Curso CPF_17:05 a 07:06:17_1

Torpedos_Curso CPF_17:05 a 07:06:17_2

TORPEDOS – Literatura na Ponta dos Dedos

Local: Centro de Pesquisa e Formação – Sesc São Paulo

Endereço: Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar – Bela Vista – São Paulo (esquina com Av. 9 de Julho)

Dias e horários: Quartas, das 14h30 às 17h30

Data: 17/05/2017 a 07/06/2017

As inscrições podem ser feitas no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Acesso o link para as inscrições aqui: http://centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br/atividade/torpedos-literatura-na-ponta-dos-dedos

Sinopse
A proposta do curso “TORPEDOS – Literatura na Ponta dos Dedos”, é criar com poucos caracteres. É uma atividade de estímulo à escrita usando todas as ferramentas disponíveis à mão, especialmente os aparelhos celulares. Arte 2.0
Escrever para ler em um toque, em um clique, em um piscar de dedos. Soltar o verbo, deixar a literatura fácil. “Com poucos caracteres se escreve o que é preciso. Palavra de Narciso.”
Trata-se de uma oficina de criação que trabalha a linguagem da literatura para os dias de hoje, de síntese e conectividade. Os participantes se exercitarão na criação de poemas, mini-contos e até romances visando o compartilhamento online (via celular e internet) e também a publicação em livro e e-book, com informações sobre gêneros, estilos, tendências, mercado editorial, direitos autorais e outros.

Objetivos
– Estimular e promover a paixão pela literatura;
– Ajudar aspirantes a escritores , estudantes, professores e todos aqueles que amam a literatura a desenvolverem seus talentos com criatividade;
– Valorizar o ofício do escritor;
– Estimular a leitura;
– Formar escritores e leitores;
– Estimular a apropriação criativa dos aparelhos celulares;
– Facilitar a compreensão e o entendimento por parte de educadores e estudantes das possibilidades multimídia dos aparelhos celulares para produção de conteúdo cultural;
– Incentivar o intercâmbio de escritores, estudantes, educadores e participantes e a troca de experiências;
– Estimular os participantes a desenvolver habilidades e capacidades tais como interpretação, síntese, criticidade, análise, além do interesse pela pesquisa e pela construção de linguagens artísticas.

Metodologia
Através de exercícios de criação individual e coletiva, os participantes são convidados a se apropriarem dos seus celulares (e outros recursos à mão) de forma criativa para criar poemas, mini-contos pequenas narrativas, fotos, videos e peças de áudio inspiradas na literatura.
A oficina parte de vivências práticas, com exercícios de escrita, interpretação, captação, gravação, edição e compartilhamento de textos, fotos, vídeos e áudio, que dialogam com a teoria.
Os participantes trabalham juntos na elaboração e finalização de trabalhos com o celular e outras TICs.
No final, ocorre socialização dos trabalhos elaborados em um sarau.

Público participante

Aspirantes a escritores , estudantes, professores e todos aqueles que amam a literatura
– Jovens, adultos, terceira idade
– Estudantes
– Educadores
– Outros interessados

Conteúdo programático
Aula 1:
Construir conhecimento
Criar com o celular – Tema: livre
Escrever de olhos fechados
Compartilhar com a própria rede

Aula 2:
Criar com o celular – Temas (lista)
Desafios e oportunidades para a literatura no mobile
Compartilhar com a própria rede e a rede da oficina

Aula 3:
Territórios da palavra (Mobile, papel, intervenções urbanas, música etc)
Criar com o celular – Tema: Narrativas de nossas vidas
Compartilhar com várias redes / várias ferramentas

Aula 4:
Avaliar os processos de criação
Avaliar os processos de compartilhamento
Sarau

Tópicos Tranversais
* O que é um (bom) texto literário em um mundo mobile
* Gêneros, Estilos, Estética
* O Escritor e o Leitor: Para quem você escreve?
* Técnicas de Escritas:
– Escrevendo narrativas curtas – subtexto, concisão e efeito
– Escrevendo poesias – figuras de linguagem, versos, sons e ritmos
– Escrevendo narrativas longas – encadeamento, planejamento
* Planejando uma boa história:
– Construindo o universo ficcional
– A personagem de ficção
– O diálogo e a linguagem na literatura
– O narrador
* A ambientação da narrativa
Criando Cenas e Cenários
* O mercado editorial – Direitos Autorais, Contratos, Registros
* Feiras, Salões e Bienais
* Concursos e Prêmios Literários
* Produção gráfica:
– tamanhos de livros (capa e miolo)
– papéis e gramaturas
– cores
– acabamentos
– arquivos digitais
– orçamentos
* Divulgação:
– release
– meios de divulgação
– lançamentos
* Tópicos de Língua Portuguesa

Obs.: Todas as aulas contam com exercícios práticos de escrita e compartilhamento

Referências bibliográficas

– Mobimento – Educação e Comunicação Mobile, de Wagner Merije
– Torpedos, de Wagner Merije
– O Prazer do Texto, de Roland Barthes
– Criação Literária, da ideia ao texto, José Carlos Laitano
– Cartas a um jovem escritor, de Mario Vargas Llosa
– A arte da ficção, de David Lodge
– Seis propostas para o próximo milênio, de Ítalo Calvino
– Valise de Cronópios, de Julio Cortázar
– Poética, de Aristóteles
– O laboratório do escritor, de Ricardo Piglia
– Palavra por palavra, de Anne Lamott
– Guia Prático do Português Correto, de Claudio Moreno
– Perca o medo de escrever, de Inez Sautchuk
– A arte do romance, de Milan Kundera
– Best-seller: a literatura de mercado, de Muniz Sodré
– A arte da poesia, de Ezra Pound
– Cartas a um jovem poeta, de Rainer Maria Rilke

Proponente

Wagner Merije é escritor, jornalista, curador, gestor cultural e arte-educador, pioneiro no Brasil no uso do celular na educação e cultura. Criou e coordena o projeto MVMob – Minha Vida Mobile, que já capacitou mais de 3.000 estudantes e educadores em mais de 150 municípios brasileiros para a produção de conteúdos audiovisuais utilizando aparelhos celulares. Por esse trabalho foi agraciado com o “Prêmio Inovação Educativa” pela Fundação Telefônica e OEI (Organização dos Estados Ibero-Americanos) em 2011. Publicou os livros Astros e Estrelas – Memórias de um jovem jornalista em Londres (2017), Cidade em transe (2015), Viagem a Minas Gerais (2013), Torpedos (2012), Mobimento – Educação e Comunicação Mobile (2012) – finalista do Prêmio Jabuti 2013 – e Turnê do Encantamento (2009), dentre outras publicações. É coordenador editorial da Aquarela Brasileira Livros. Foi curador do Sarau do Memorial, em Belo Horizonte/MG, durante os anos de 2013 a 2015, apresentando mais de 50 poetas. Trabalhou para jornais, revistas, tvs e rádios no Brasil e no exterior. Tem músicas em discos, filmes, séries e programas de TV. Recebeu também os prêmios Sesc Sated (2003), Prêmio Tim da Música Brasileira (2005), Rumos Itaú Cultural (2008), Prêmio da Música Brasileira (2013). Em 2014 foi homenageado pelo Salão Nacional de Poesia Psiu Poético. Mantém o site www.merije.com.br

Mais informações: faleaquarela@gmail.com

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,