Post com a tag ‘coimbra’

Além_música, literatura e arte na RUC


03 jan

Excelente entrevista com Wagner Merije sobre arte e música realizada pelo radialista e músico Vasco Otero, na RUC, Rádio Universitária de Coimbra, Portugal.

Uma conversa franca e inspirada sobre música, literatura, arte e encontros.

Poesia em Comemoração ao Derrube do Fascismo


25 abr

No dia 25 de abril de 2018, data que em Portugal se comemora o Derrube do Fascismo, Wagner Merije foi um dos convidados do Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, para falar poemas que dialogassem com o tema.
O poeta Wagner Merije apresentou alguns textos de seu primeiro livro, “Turnê do Encantamento”, que em 2018 completa 10 anos de publicação.

Poesia_250418_CAPC

Programação:
Dj Set de Diogo Simões
Leitura de Poemas por Wagner Merije, Pedro Vaz e Rita Gomes
Performance sonora de Frederico Nunes e Gonçalo Parreirão, com participação especial de Wagner Merije

Nem desconfia


12 out

Todo o poeta quando preso
é um refugiado livre no universo
de cada coração
na rua.
O chefe da polícia
de defesa da segurança do estado
sabe como se prende um suspeito
mas quanto ao resto
não sabe nada.
E nem desconfia.

Um poema de José Craveirinha

José Craveirinha, por Fabiana Miraz de Freitas Grecco

José Craveirinha, por Fabiana Miraz de Freitas Grecco

Turnê do Encantamento – primeiro livro de Wagner Merije


10 fev

 

Turnê do Encantamento_livro de lado

A poesia pode transformar a vida das pessoas e fazer folia no nosso cotidiano e, por isso mesmo, “Turnê do Encantamento” vai te tocar profundamente.
Bem escrito, composto por textos inspirados e instigantes, e com um belo tratamento visual, o primeiro livro do poeta, escritor, jornalista e compositor Wagner Merije conduz o leitor por um roteiro imagético e sensorial embalado por uma trilha sonora delicada e ritmada.
O autor mergulha também em outros temas, como o cinema, a literatura beat, o existencialismo, a reflexão sobre o amor, as relações humanas, as cidades e a conquista da dignidade do ser.
O livro reúne poemas escritos ao longo dos últimos 15 anos, elaborados em várias cidades e países e conta com fotos e colagens do próprio autor.
Poesia ou memórias? Narrativa visual.


ALGUNS POEMAS

respeitável público
aqui peço licença
para abrir caminho
para a’soprar o vento
ó respeitável público
me dê licença
para fazer
da sua imaginação
o meu templo

Como espectador
da miséria dos músculos,
meu combustível é o desejo.
É o desejo,
e assim desejo me anunciar…

Não sou o infinito
Sou uma obra de deus inacabada,
Um laboratório de experiências
Uma alma feita de pólvora
e sensibilidade

A bem da verdade
Cada um nasce para alguma coisa
A bem da verdade
Cada um tem sua missão
minha arte fazer parte
minha parte fazer arte

Deve ser uma estrela que nasceu
Na minha cabeça
Porque de repente
Acendeu uma certeza
No meu coração

Pra onde vai o fogo, depois que/ se apaga?/ (…)
Enquanto eu não mergulhar,/ como as raízes,/
Para dentro da “rocha viva da/nossa raça”,/
Nunca serei árvore…nem fruto…/
Apenas uma vela sob a luz do sol…

Muita gente não consegue escutar
No silêncio os dizeres do mundo
O vento beija a pólvora/ Ouriça os ânimos/ O céu estremece com o fogo que sobe por suas entranhas

Eles queriam Jesus/ E não queriam de graça

Vingança não é anestesia

Coragem
Vou seguir sem medo, sem preconceito,
sem esperar aplauso, vou fazer o que tem que ser feito

Tô pedindo a Deus coragem
Coragem pra prosseguir
O homem na estrada é filho de Deus
Olha ele aí

É nessas horas que se comprova
Se Deus existe mesmo
Esse mundão lá fora
E até a coragem tem seu preço

Levanta a cabeça, lembra da sua mãe
Que como um milagre te trouxe a vida
Agora é contigo, cumpradre
Se vira

Quem é que nunca teve medo de mudar?
Quem é que nunca pensou em desistir?
Mas e aqueles que conseguiram chegar lá?
E aqueles que conseguiram ser feliz?

Quem é que nunca quis experimentar?
Quem é que nunca tentou se iludir?
Fico com aqueles que fizeram como era de se esperar,
Deixaram o coração decidir!

Coragem

Vou seguir sem medo, sem preconceito,
sem esperar aplauso, vou fazer o que tem que ser feito

 

SOBRE O AUTOR

Wagner Merije é poeta, escritor, jornalista, gestor cultural, curador, criador audiovisual e editor. Publicou os livros Mexidinho (2017), Astros e Estrelas – Memórias de um jovem jornalista em Londres (2017), Cidade em transe (2015), Viagem a Minas Gerais (2013), Torpedos (2012), Mobimento – Educação e Comunicação Mobile (2012) – finalista do Prêmio Jabuti 2013, e Turnê do Encantamento (2009), lançados em alguns dos principais eventos literários do país. Sua escrita também está em antologias e em outras mídias. Tem músicas em discos, filmes, séries e programas de TV. Recebeu os prêmios Sesc Sated (2003), Prêmio Tim da Música Brasileira (2005), Rumos Itaú Cultural (2008), Inovação Educativa Fundação Telefônica – OEI (2011) e Prêmio da Música Brasileira (2013).  Mantém o site www.merije.com.br

 

DADOS DO LIVRO
Título: Turnê do Encantamento
Autor: Wagner Merije
Editora: M/Aquarela Brasileira
Número de páginas: 80 págs.
Gênero: Poesia
Formato: 15×20 cm
Encomendas: faleaquarela@gmail.com

 

Dedicatória_Turnê_Balada Literária 2010_Merije