Post com a tag ‘suprasensorial’

Aniversário


14 ago

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu era feliz e ninguém estava morto.
Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos,
E a alegria de todos, e a minha, estava certa com uma religião qualquer.

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma,
De ser inteligente para entre a família,
E de não ter as esperanças que os outros tinham por mim.
Quando vim a ter esperanças, já não sabia ter esperanças.
Quando vim a olhar para a vida, perdera o sentido da vida.

Sim, o que fui de suposto a mim-mesmo,
O que fui de coração e parentesco.
O que fui de serões de meia-província,
O que fui de amarem-me e eu ser menino.
O que fui — ai, meu Deus!, o que só hoje sei que fui…
A que distância!…
(Nem o acho…)
O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!

O que eu sou hoje é como a humidade no corredor do fim da casa,
Pondo grelado nas paredes…
O que eu sou hoje (e a casa dos que me amaram treme através das minhas lágrimas),
O que eu sou hoje é terem vendido a casa,
É terem morrido todos,
É estar eu sobrevivente a mim-mesmo como um fósforo frio…

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos…
Que meu amor, como uma pessoa, esse tempo!
Desejo físico da alma de se encontrar ali outra vez,
Por uma viagem metafísica e carnal,
Com uma dualidade de eu para mim…
Comer o passado como pão de fome, sem tempo de manteiga nos dentes!

Vejo tudo outra vez com uma nitidez que me cega para o que há aqui. . .
A mesa posta com mais lugares, com melhores desenhos na loiça, com mais copos,
O aparador com muitas coisas — doces, frutas, o resto na sombra debaixo do alçado —,
As tias velhas, os primos diferentes, e tudo era por minha causa,
No tempo em que festejavam o dia dos meus anos. . .

Pára, meu coração! Não penses! Deixa o pensar na cabeça!
Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus!
Hoje já não faço anos.
Duro.
Somam-se-me dias.
Serei velho quando o for.
Mais nada.
Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira!. . .

O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!. . .

 

 

Álvaro de Campos, 15-10-1929. 1ª publ. in Presença, nº 27. Coimbra: Jun.-Jul. 1930.

Coragem com Boaventura de Sousa Santos


25 mai

Jantar de confraternização das Aulas Magistrais 2019 ministradas pelo professor Boaventura de Sousa Santos no CES em Coimbra, Portugal. Aula 4 – 24 de maio 2019- “A religião, a espiritualidade e a política. O fim da era secular e o princípio de quê?”
Wagner Merije apresenta o poema “Coragem”, de sua autoria, cujas palavras conversam com temas debatidos por Boaventura, que assiste com um belo sorriso no rosto, junto de professores e investigadores de vários países.

Vídeo por Célia

Manifesto da Abundância


24 jan

Sobre amor às artes, expertise e atenção…
E sobre…
E sobre ser escolhido e escolher fazer arte…
E sobre escolha ou condenação…
E sobre educar e aprender…
E sobre a Academia…
E sobre a Língua Portuguesa…
E sobre respeito e convivência com a diversidade…

E sobre… nós…

nós

 

Nisto acreditamos…

 

Prosperidade!

O universo é abundante de recursos, de bondades e recompensas.

 

Reconhecemos na linguagem da arte a pluralidade de sentidos como traço definidor.

O mundo é uma obra aberta.

Vamos expandir nossas fronteiras, vamos romper com os paradigmas.

 

O sol há de brilhar mais uma vez.

O amor será eterno novamente.

 

Happening With Beatniks & John Cage


18 jan

Juntar poesia, música, imagens e performance para celebrar dois movimentos artísticos, o FLUXUS, de John Cage, e o BEATNIK, de Allen Ginsberg.
O desafio está lançado!

Joining poetry, music, images and performance to celebrate two artistic movements, John Cage’s FLUXUS, and Allen Ginsberg’s BEATNIK.
The challenge is coming!

Trabalho criado para o evento a partir de open call
Work created to the event attending to an open call

Happening With_CAPC_170119

Happening With_170119_right

 

50151296_2277608302273020_9064227598569046016_o

Foto: CAPC Criação: Pedro Vaz, Rui Martins, Wagner Merije

 

Foto: CAPC Criação: Pedro Vaz, Rui Martins, Wagner Merije

Foto: CAPC Criação: Pedro Vaz, Rui Martins, Wagner Merije

Pedro Vaz_Merije_Happening With_CAPC_170118

Foto: CAPC Criação: Pedro Vaz, Rui Martins, Wagner Merije

 

Happening With_170119_CAPC_Plateia

Foto: CAPC Criação: Pedro Vaz, Rui Martins, Wagner Merije

Foto: CAPC Criação: Pedro Vaz, Rui Martins, Wagner Merije

Foto: CAPC Criação: Pedro Vaz, Rui Martins, Wagner Merije

 

Além_música, literatura e arte na RUC


03 jan

Excelente entrevista com Wagner Merije sobre arte e música realizada pelo radialista e músico Vasco Otero, na RUC, Rádio Universitária de Coimbra, Portugal.

Uma conversa franca e inspirada sobre música, literatura, arte e encontros.

Em palavras, em Coimbra, em Lisboa


15 out

livro Coimbra em Palavras_Todos juntos

Coimbra em palavras – Lançamento em Lisboa (malta)

Coimbra em palavras Lançamento em Lisboa + Wagner Merije

Vídeos: @partilheconteudo

Coimbra em Palavras reúne 34 autoras e autores (de todos os continentes) para celebrar a multifacetada cidade de Coimbra

LANÇAMENTO EM LISBOA
13/10/2018 – Livraria Tigre de Papel – Rua de Arroios 25, 1150-053

Coimbra é eterna e misteriosa e aqui é apreciada de forma criativa através das palavras de Poeta G, Rita Gomes, Ricardo Almeida, Élia Ramalho, Raquel Lima, Wagner Merije, Marie Claire De Mattia, Bruno Mendonça, Marina Alexiou, Tiago Miguel Knob, Hérica Jorge, Fábio Lucindo, Elaine Santos, O Urso, Helen Maia, Jairo Fará, Julie-Cerise Gay, Zhang Qinzhe, Aline Ferreira, Vittorio Aranha, Moema Najjar, Rafael Cheniaux, Paula Machava, Sérgio Fagundes, Clara Pereira, Laylla O’Neall

mais
Luís Vaz de Camões, Eça de Queirós, Florbela Espanca, Gregório de Matos, Gonçalves Dias, Tomás Antônio Gonzaga

Prefácio: José Augusto Cardoso Bernardes Posfácio: Adriana Calcanhotto
Organização e edição: Wagner Merije

Coimbra em Palavras faz parte de uma coleção da Aquarela Brasileira Livros, editora sediada em São Paulo e que chega agora a Portugal, que apresenta histórias afetivas de cidades, estados e países, pela visão e sentidos de quem vive e se reconhece em suas ruas, casas, esquinas e bares

Saiba mais em www.aquarelabrasileira.com.br/coimbra-em-palavras

Para comprar o livro, faça contato: faleaquarela@gmail.com

Sounds, lights, images – Visual Brasil Barcelona


02 out

Barcelona fica ainda mais colorida quando chega o Visual Brasil.

Em 2018 o festival comemorou sua 16ª edição. Confira as imagens.

Barcelona is even more colorful when Visual Brasil arrives.

In 2018 the festival celebrated its 16th edition. Check out the pictures.


Merije @ Fête de Quartier Île de Thau 2018


16 set

A convite da Midiathéque Malraux, de Îlle de Thau, Sète, Sul da França, o escritor Wagner Merije apresentou uma leitura de poemas seus presentes nos livros “Viagem a Minas Gerais” e “Coimbra em palavras”, acompanhado de traduções para o árabe e o espanhol lidas no mesmo palco.
Wagner Merije também participou de uma roda de conversas e slam poetry com moradores e participantes de projetos sociais e culturais da Îlle de Thau.
Veja algumas imagens

FestiPop 2018_Merije en France


09 set

Festipop 2018_Urgence refugies

Festipop 2018

 

FestiPop est heureux de vous présenter sa 15ème édition.
Rendez vous aux arènes de Frontignan le 7 et 8 septembre 2018 avec 5 sound system !
AfteR aLL sOund SysteM Association Travel Sounds Dawa Hifi Imperial Mighty Sound Ragga Youth Posse

Parmi les invités spéciaux de cette édition se trouve le “Brazilian Suprasensorial Universal” MERIJE.

MERIJE se produit pour la première fois sur FestiPop et prépare des sets spécialement pour le festival, appelés Tropical Sumo I, II, III

DJ-producteur brésilien, Merije fait ses premières expérimentations sonores à Londres, en pleine effervescence Jungle, Drum’ n’ bass, Big Beats, influencé par la culture noire de Brixton où il vit entre 1996 et 97. En 2003, il crée le groupe Coletivo Universal qui s’impose sur la scène musique actuelle brésilienne avec un son métissé et supra-sensoriel. Merije vient nous faire danser comme on boirait un bon jus frais, naturel et survitaminé! Du jus tropical!

Regarde ça : www.merije.com.br/blog/som

FestiPop a lieu à Frontignan, une ville française située dans la région Occitanie. On l’appelle le port de la mer Méditerranée.

▮ ▮ Liens Utiles ▮ ▮
▮ Site Festipop : https://bit.ly/1AjqNNh
▮ Lien Événement : https://bit.ly/2LNkw7N
▮ Lien Prévente : https://bit.ly/2KnwEH4
FestiPop_Merije_Chill Out

 

 

FestipPop tem o prazer de apresentar a sua 15 ª Edição.
Entregue-se às arenas de Frontignan no dia 7 e 8 de setembro de 2018 com 5 Sound System!
After ALL SOUND SYSTEM Association Travel Sounds Dawa Hifi Imperial Mighty Sound Ragga Youth Posse

Entre os convidados especiais dessa edição está o “Brasileiro Universal Suprasensorial” MERIJE.

MERIJE se apresenta pela primeira vez no FestiPop e prepara sets especialmente para o festival, batizados de Sumo Tropical I, II, III

DJ e produtor brasileiro, Merije faz suas primeiras experimentações sonoras em Londres, em plena efervescência do Jungle, Drum ‘n’ bass, Big Beats, e sob a influência da cultura negra de Brixton, onde Merije morou entre 1996 e 97. Em 2003, cria o grupo Coletivo Universal, que se impoe na cena da musica atual brasileira com um som mestiço e suprasensorial. Merije vem pra gente dançar, como tomar um sumo bem fresco, natural e supervitaminado! Sumo Tropical!

Confira: www.merije.com.br/blog/som

FestiPop acontece em Frontignan, uma cidade francesa localizada na Região de Occitânia. É chamada porta para o mar do Mediterrâneo.
▮ ▮ links úteis ▮ ▮
▮ site festipop: https://bit.ly/1AjqNNh
▮ LINK EVENTO: https://bit.ly/2LNkw7N
▮ link pré-Venda: https://bit.ly/2KnwEH4

 

 

 

 

 

 

 

 

Merije + Badauê Paris @ FestiPop


08 set

Merije + Badauê @ Festipop 2018