DJ Gandhi tocai por mim

01 dez

dj-gandhi

DJ Gandhi tocai por mim
do fundo do seu coração
uma canção
de amor sem fim

(Wagner Merije)

Cuba News

25 nov

Fidel em mil fogueiras, mas pouca gente sabe do que está falando, se nunca foi a Cuba.

Se não conhece o prêmio Casa de las Américas_La Habana, Cuba​.

Se não viveu entre os cubanos.

Em 2008 fui a Havana e lá fiquei 8 dias, entre uma missão médica e as investigações de jornalista turista.

Há a realidade, realidades, fatos e ficções.
2008, ano do centenário da Revolução Cubana.

Fidel, Che, Raul e tantos outros homens e mulheres lutaram e lutam por soberania, por igualdade, por liberdade.

O embargo é impiedoso com a pequena ilha de Cuba, tão cobiçada e invadida ao longo dos séculos.

Há muito para dizer.

Mas quem quiser se informar de verdade, procure bons livros, bons filmes, bons documentários, ouça a voz de vários cubanos.

Cuba é assunto para os cubanos, é preciso respeito e, mais do que isso, Cuba e os cubanos são inteligentes e capazes de conduzir seu país com altivez e progresso.

Aos imortais guerreiros Fidel e Che!

Um dos frutos dessa aproximação é o vídeo “Peopleware”, que convido-os a assistir e apreciar.

Basta clickar aqui

 

A sociedade na encruzilhada tem dificuldade de saber para onde seguir. A natureza se rebela. A política apodrece. Novas tecnologias surgem e revolucionam a comunicação. É hora de promover a transição de um ser receptor passivo de conteúdos para um produtor de conhecimento. Hardware. Software. PEOPLEWARE.

4º Musicvideo do/from album “Peopleware”
Roteiro e Direção/Screenplay & Direction: Merije
Montagem e finalização/Editing: George Neri
Grafittis & images: Crânio

Letra/Lyrics:

Quem é que fala pelos independentes?
Quem é que representa as minorias?
Quem é que resolve pela gente?
Pra deixar tanta gente de mãos vazias?

Quem é que fala pelos que não têm um puto?
Quem é que festeja o Produto Interno Bruto?
Quem é que acredita e se articula?
Quem é que investe em educação e cultura?

Tem gente que empreende
Tem gente que surpreende
Tem gente que está passos à frente
E não se rende!

Tem gente que faz diferença
Tem gente que usa a intuição
Tem gente que inventa
Tem gente que é evolução

Se você não está dando o melhor de si neste mundo,
Para que mundo está se guardando?

PEOPLEWARE
EN CADA BARRÍO REVOLUCION

Quem somos se não somos úteis para os outros?
Quem somos, se somamos tão pouco?
Quem é que fomos, se sonhamos como loucos?
Quem somos se não somos importantes para o outro?

Quem é que fala pelos independentes?
Quem é que representa as minorias?
Quem é que resolve pela gente?
Pra deixar tanta gente de mãos vazias?

Tem gente que faz diferença
Tem gente que usa a intuição
Tem gente que inventa
Tem gente que é evolução

Se você não está dando o melhor de si neste mundo,
Para que mundo está se guardando?

PEOPLEWARE
EN CADA BARRÍO REVOLUCION

Quem somos se não somos úteis para os outros?
Quem somos, se somamos tão pouco?
Quem é que fomos, se sonhamos como loucos?
Quem somos se não somos importantes para o outro?

PEOPLEWARE, PEOPLEWARE
EN CADA BARRÍO REVOLUCION

 

São Paulo é selva

10 nov

 

Se São Paulo é selva

Quero conhecer a fauna, a flora

Deitar na relva, nadar no rio

Colher amora

Se São Paulo é selva

Vida é como arte, aflora

Com risco, com perigo

Como uma força que não se esgota

Se São Paulo é selva,

A vida não morre, renova

Como um milagre de vida

Luz na aurora

Eu sou a alegria dos bandos

Eu sou a energia das manadas

Sou a vida que nunca seca

A alma das florestas

Sou a algazarra dos que caçam

Sou a chama dos que amam

Sou a natureza que se manifesta

Em vida e festa

(Um poema de Wagner Merije – setembro 2011)

Foto: Wagner Merije

Foto: Wagner Merije

Três vezes Prêmio Jabuti

23 out

Na lista dos finalistas da 58ª edição do Prêmio Jabuti 2016 tem dois livros em que Wagner Merije participa.

O livro “Uma cidade se inventa – Belo Horizonte na visão de seus escritores”, de Fabrício Marques (Scriptum, 2015) é um dos finalistas na categoria Reportagem e Documentário. Neste, Wagner Merije, é um dos escritores de BH.

O livro “In Fine”, de Marcos Maia, com ilustrações de Rogerio Bessa Gonçalves (Coletivo Supernova 2015) é finalista na categoria Ilustração. Neste Wagner Merije escreveu as Orelhas.

Como foi finalista em 2013, com o livro “Mobimento – Educação e Comunicação Mobile” (Editora Peirópolis), esta é a terceira vez de Merije com esse animalzinho simpático.

Que o seu Jabuti chegue logo com os novos livros que estão no prelo!

capa-do-livro-uma-cidade-se-inventa

capa-in-fine-net

A periferia cansou de esperar

12 out

Entrevista super bacana do Alessandro Buzo cita as parcerias com Wagner Merije

livre-opinia%cc%83o_buzo_merije_121016

livre-opinia%cc%83o_buzo_merije_121016_2

 

Confira na íntegra aqui: https://livreopiniao.com/2016/10/12/alessandro-buzo-a-periferia-cansou-de-esperar-agora-produz-sem-pedir-permissao-a-ninguem-alem-do-seu-proprio-publico/

 

A periferia lê e produz literatura
A periferia é realidade e ficção
Ler é a cura
para quem não tem remédio nem educação

(Wagner Merije)

Na língua do Camões

10 out

na-lingua-do-camo%cc%83es_1

 

Apê 80 e Poesia Café apresentam

_Na Língua do Camões
literatura – música – quitutes – drinks

“Na Língua do Camões” é um projeto cujo objetivo é fomentar a produção e a pesquisa das literaturas de Língua Portuguesa.

Nesta primeira edição, compartilharemos gratuitamente o lançamento do livro “Cidade em Transe“, de Wagner Merije e o debate “Ana Cristina César, Adília Lopes e Noemia Sousa: intersecções Brasil, Portugal e Moçambique”, com Lívia Santiago, Karina Uehara e Rosileine Vítor.

Lounge – Negaton
Loja – quitutes Poesia Café + drinks Apê 80 + livros + cerâmicas Omnirá (aceitamos cartões)

_programação:
16h20 – quitutes + drinks + música
17h15 – lançamento do livro
17h45 – debate
18h45 – música
21h – último drink/encerramento

Domingo, 16/10/2016

_local: r. Peixoto Gomide, 65 – apto 80 (entre as ruas Frei Caneca e Augusta, próximo ao metrô consolação)

O mundo dos livros de Wagner Merije

29 set

O mundo dos livros é onde Wagner Merije gosta de estar, quando não no da música ou do cinema.
E no seu mundo dos livros, vários trabalhos bacanas vão surgindo.
Além de autor, com cinco títulos publicados, ele também é Organizador, Editor, Prefacista, Orelhista, Curador.
Confira alguns dos trabalhos que realizei nos últimos tempos:

 

psiu-capa

Nesse trabalho, fui um dos Organizadores e Editor, além de participar como autor

Poetas do Sarau Suburbano vol 4_capa

 

Nesse trabalho, fui o Editor e assino o Prefácio, além de participar como autor

 

pelas-periferias-do-brasil-vol-6_livroempe_promo

Nesse trabalho, fui o Editor e assino a Orelha

capa-in-fine-net

Nesse trabalho, assino a Orelha

the-flame-trees-are-in-the-blossom-formosa-international-poetry-festival-2015_antologia-com-merije

Neste participo como autor

Antologia Psiu Poético_capa

Neste participo como autor

Está ficando séria essa brincadeira!

Entre em contato!

Trinta Anos-Luz na Casa das Rosas

30 jul

E mais uma edição do Sarau Suprasensorial aconteceu na Casa da Rosas, na Avenida Paulista, no dia 29/07/2016.

A ocasião marcou o lançamento do livro “Trinta Anos-Luz”, em comemoração aos 30 anos do Salão Nacional de Poesia Psiu Poético.

Foi uma noite de celebração poética e de encontros.

Participaram poetas e artistas de estados e gerações diferentes, como Aroldo Pereira, Vanderley Mendonça, Wagner Merije, Rosani Abou Adal, Fatel Barbosa, Mavot Sirc, Mané do Café, Wilton Silva, Nego Blue, Rogéres Maia Gusmão, Djalma Allegro, dentre outros.

Neste livro, sou Organizador, Editor e autor.

 

Confira algumas imagens:

Poesia dos Brasis

19 jul

A poesia de Wagner Merije é destaque no site do professor, doutor e escritor Antonio Miranda.

poesia-de-merije_antonio-miranda

 

Leia na íntegra aqui: www.antoniomiranda.com.br/poesia_brasis/minas_gerais/wagner_merije.html

 

Antonio Lisboa Carvalho de Miranda é maranhense nascido em 5 de agosto de 1940. Membro da Associação Nacional de Escritores. Foi colaborador de revistas e suplementos literários como o Suplemento Dominical do Jornal do Brasil e também o La Nación (Buenos Aires, Argentina) e Imagen (Caracas, Venezuela).

Professor e ex-coordenador do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação do Departamento de Ciência da Informação e Documentação da Universidade de Brasília, Brasil, ministra aulas e cursos por todo o Brasil e países ibero-americanos. Aposentado, é professor Colaborador Sênior, e orientador de teses e pesquisas. Também é consultor em planejamento e arquitetura de Bibliotecas e Centros de Documentação.

Organizador e primeiro Diretor da Biblioteca Nacional de Brasília, de fev. 2007 a out. de 2011. fev. 2015- .

Doutor em Ciência da Comunicação (Universidade de São Paulo, 1987), fez mestrado em Biblioteconomia na Loughborough University of Technology, LUT, Inglaterra, 1975. Sua formação em Bibliotecologia é da Universidad Central de Venezuela, UCV, Venezuela, 1970.

Murilo Rubião alucina

05 jul

Em 2016 se comemora o Centenário de Murilo Eugênio Rubião, escritor mineiro que inaugurou o realismo fantástico no país e deixou como legado obra intensa e singular.

Centenário Murilo Rubião

A convite dos administradores do site do autor e da página no facebook, topei o desafio de dar um depoimento sobre sua obra.

Centenário Murilo Rubião_Merije

 

Para saber mais sobre o escritor e sua obra, acesse o site